sábado, 23 de março de 2019

Caminhar toda semana diminui suas chances de ter problemas graves de saúde


Já não é novidade falar sobre os benefícios trazidos pela prática de exercícios físicos.

Agora, em mais um estudo estatístico feito com quase 90 mil pessoas e divulgado nesta terça-feira no British Journal of Sports Medicine, pesquisadores sugerem que fazer uma caminhada uma ou duas vezes por semana, mesmo que curta, é suficiente para reduzir o risco de morrer de ataque cardíaco, derrame ou câncer.


Na pesquisa, pessoas que caminhavam ou jardinavam de 10 minutos a uma hora por semana tinham um risco 18% menor de morte por qualquer causa em comparação a pessoas mais sedentárias.

Duas horas e meia à cinco horas semanais de tal "atividade física moderada" - divididas em segmentos de não menos que 10 minutos - resultaram em uma redução de 31% no risco.

E aqueles que marcaram pelo menos 25 horas quase reduziram pela metade o risco.

Atividades de bombeamento cardíaco e aceleração do pulso, como ciclismo, corrida e esportes competitivos "são mais eficientes em termos de tempo do que atividades de intensidade moderada", afirmaram.

Apenas para doença cardiovascular , não houve benefício adicional a ser obtido com a graduação de cinco a 25 horas, eles observaram.

É sempre bom ver pesquisas como estas para convencer cada vez mais pessoas a começar alguma prática de exercícios físicos.