Queijo de 3.200 anos é encontrado em tumba egípcia - Aventuras no Conhecimento

Últimas

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Queijo de 3.200 anos é encontrado em tumba egípcia


A imagem acima é a evidência daquilo que pode ser o mais antigo queijo sólido conhecido do mundo, encontrado em um antigo túmulo egípcio.

Feito a partir de uma mistura de leite de vaca e ovelha ou leite de cabra, o queijo encheu uma jarra de barro desenterrada de uma tumba do século 13 a.C. de Ptahmes, o prefeito da cidade antiga de Memphis, os pesquisadores relataram a descoberta em 25 de julho na Analytical Chemistry.

O químico Enrico Greco, que fez o trabalho na Universidade de Catania, na Itália, e colegas usaram espectrometria de massa para analisar o queijo antigo. Além do leite e das proteínas do soro, o queijo continha restos de bactérias que causam uma infecção chamada brucelose, adicionando à evidência que os antigos egípcios podem ter lidado com a doença, diz Greco.

A fabricação de queijos antecede a nova descoberta em milhares de anos, mas é difícil encontrar queijo preservado. Arqueólogos encontraram coalhos mais velhos em volta do pescoço de múmias da Idade do Bronze na China, este grupo de pesquisadores relataram a descoberta anterior em 2014 no Journal of Archaeological Science.