Campanha Um Dia no Parque chama brasileiros para frequentarem áreas verdes protegidas - Aventuras no Conhecimento

Últimas

terça-feira, 17 de julho de 2018

Campanha Um Dia no Parque chama brasileiros para frequentarem áreas verdes protegidas


Por UnidosCuidamos.com: Objetivo é levar pessoas a Unidades de Conservação para lazer, educação ambiental e conscientização.

O Brasil é o país com a maior biodiversidade do planeta, e cerca de 2.500 Unidades de Conservação (UCs) ajudam a proteger este patrimônio. Porém, com exceção de parques mais conhecidos, como os Parques Nacionais da Tijuca, Iguaçu, Chapada Diamantina, Chapada dos Guimarães e Fernando de Noronha, a maior parte é pouco frequentada pela população. 

A campanha Um Dia no Parque quer mudar esta realidade e levar os brasileiros para os parques nacionais no dia 22 de julho.

Idealizada pela Rede Pró UC em parceria com a Coalizão Pró-Unidades de Conservação, e inspirada pelo Park Day, dos Estados Unidos, quando americanos se dirigem aos parques para acampar, fazer trilhas, observar pássaros, estrelas e aproveitar os parques nacionais, a campanha Um Dia no Parque tem o objetivo de mostrar às pessoas que perto delas provavelmente há uma Unidade de Conservação (UC), e que ali é possível praticar diferentes atividades, tanto sozinho como em grupo.

“Queremos mostrar que o meio ambiente está mais perto do que as pessoas imaginam. Você não precisa viajar ao outro extremo do país para apreciar a natureza. Valorizar parques e reservas é reconhecer a importância das áreas verdes protegidas para nossas vidas”, afirma a bióloga da Fundação SOS Mata Atlântica, Erika Guimarães, especialista em parques e reservas.

Além de levar as pessoas às Unidades de Conservação para lazer, a campanha quer mostrar ao público a importância destas áreas para a qualidade de vida também nas cidades, já que as UCs são responsáveis por cerca de 35% da água consumida no Brasil.

Uma pesquisa realizada em 2014 pelo WWF-Brasil mostrou que a riqueza natural do Brasil é o maior orgulho de 58% dos brasileiros. A mesma pesquisa mostrou que 80% considera que a natureza não está protegida.

A data foi escolhida por ser próxima ao aniversário do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), a Lei que rege as Unidades de Conservação, criada em 2000. De acordo com Angela Kuczach, diretora-executiva da Rede Pró UC, “este é um projeto de longo prazo. Nosso objetivo é criar uma cultura de reconhecimento e valorização das Unidades de Conservação pela população brasileira. Então, assim como temos dias de conscientização e celebração, queremos estabelecer uma data para incentivar a visitação às Unidades de Conservação no Brasil”.

A categoria “parques” foi a escolhida por ser a de mais fácil reconhecimento pela população, mas todas as categorias de Unidades de Conservação são contempladas na campanha.

Potencial turístico

O Brasil tem um potencial turístico inexplorado. Um estudo publicado pelo Fórum Econômico Mundial em 2017 mostrou que, em uma lista de 136 países, o Brasil é o primeiro em potencial de recursos. Porém, esta riqueza não é usada para atrair visitantes. Os parques nacionais dos Estados Unidos, país em décimo lugar no mesmo item da lista, atraem anualmente cerca de 300 milhões de visitantes, arrecadam 17 bilhões de Dólares e geram 306 mil empregos. A Espanha, com uma população de 46,5 milhões, levou aos parques nacionais cerca de 15 milhões de visitantes. Já no Brasil, atraíram 10,7 milhões de visitantes em 2017.

De acordo com Mariana Napolitano, coordenadora do Programa de Ciências do WWF-Brasil, “o incentivo ao ecoturismo beneficia tanto a população local, que tem a economia estimulada pelo fluxo de pessoas, com mais movimento na rede hoteleira, de alimentos e artesanato, entre outros, como os visitantes, com experiências enriquecedoras”.

“Envolver as comunidades locais, capacitá-las, mostrar novas perspectivas de turismo sustentável e de base comunitária em unidades de conservação, como fazemos no Sul da Bahia nos parques de Abrolhos, Pau Brasil e Monte Pascoal, é incentivar a conservação da natureza para a o bem-estar das pessoas”, detalha Mauricio Bianco, líder da Conservação Internacional no Brasil.


Assista à entrevista de Karen Oliveira, da The Nature Conservancy Brasil, uma das instituições que formam a Coalizão Pró UCs, no programa Conexão, do Canal Futura.

Escolha uma Unidade de Conservação

Conheça as Unidades de Conservação com atividades especiais no primeiro #UmDiaNoParque.


Atividade: Caminhada Ecológica na Trilha da Cascatinha, na região de Santa Bárbara (trilha leve, mas não adaptada)

Inscrição até 20/07 às 16h, pelo telefone (49) 3278-4994, presencialmente na sede do ICMBio em Ububici (Avenida Pedro Bernardo Warmling, 1542), ou pelo e-mail reservasparquesaojoaquim@icmbio.gov.br.

A Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Urubici vai disponibilizar um ônibus gratuito saindo da sede do ICMBio às 8h, com retorno às 14h.


Partindo do mirante dos Golfinhos, às 9h


O Parque Nacional da Tijuca é a Unidade de Conservação mais visitada do país e oferece diversas atividades aos visitantes.
Atividades: caminhada em trilha, escalada, ciclismo, voo livre, banho de cachoeira, rapel, corrida, skate, observação de aves e contemplação da natureza.

Local: Estrada da Cascatinha, 850 – Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro, RJ


Incursão ao rio Salobra e ao Dente de Cão. Estarão presentes alunos da UFGD - Dourados/MS e do Programa Sentinelas da Serra. São disponibilizadas 10 vagas para o público em geral que queira acompanhar (necessário ter veículo, pois o Parque não fornece transporte).

Inscrições: escritório do Parque, 67 3255-3979.


Atividades: Teatro na Cachoeirinha; Oficina de reciclados; atividade educacional "Você sabe como é difícil o combate a incêndio florestal?", Slackline e Observação de Aves no Véu da Noiva. A UC oferece a cadeira Juliette (cadeira de rodas adaptada para trilhas) a pessoa com dificuldade de locomoção.
Horário: das 9h às 16h
Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251) km 50

Parque Nacional da Serra da Canastra

Dia 21 de julho, sábado. Passeio à parte alta da Casca Danta com parada no Centro de Visitantes para contemplação de exposição recém-inaugurada. Haverá apoio de voluntários na recepção e orientação dos visitantes.

As vagas do transporte gratuito são limitadas e os interessados devem confirmar suas reservas no escritório do ICMBio em São Roque de Minas, telefone (37) 3433-1324.

Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais 

Mutirão de limpeza de praia em São Miguel dos Milagres, Alagoas.
Horário: 08h
Ponto de encontro: Próximo à Pousada Praia Bonita, Povoado de São Miguel - Centro


Além da beleza cênica, o Parque Nacional do Catimbau abriga o segundo mais antigo parque histórico do Brasil.
Local: De Recife pela BR-232 até Arcoverde. Depois pela PE-270 até Buíque, seguindo então até a vila do Catimbau, principal acesso ao Parque.


O Parque oferece atividades de educação ambiental, como hortas, adubo orgânico. É possível também fazer visitas guiadas.
Local: Rua Guimarães Natal, S/N – Copacabana, Rio de Janeiro - RJ


O grupo Trilhas na Serra vai desenvolver diversas atividades das 10h às 14h, como piquenique, alongamento, roda de leitura, caminhada ecológica com cadeira Juliette (cadeira de rodas adaptada), yoga, meditação, bate-papo nutricional, brincadeira com crianças.
Local: Av. Ipiranga, 853 – Centro, Petrópolis


Evento: #vempassarinharSP (observação de aves)
Horário: a partir das 7h
Local: Núcleo Pedra Grande do Parque Estadual da Cantareira


A ONG MAE (Meio Ambiente Equilibrado) vai promover uma caminhada ecológica e observação de aves.
Horário: a partir das 8h
Local: Rodovia Mabio Gonçalves Palhano, Km 14


O Movimento Conservatio promove uma caminhada pelos principais atrativos do Horto Florestal/ Parque Estadual Alberto Löfgren, na zona norte de SP. O trajeto abordará pontos importantes de sua história, como construções históricas, personagens importantes, além de informações sobre a origem do Serviço Florestal (atual Instituto Florestal) e suas raízes na Comissão Geográfica e Geológica da Província de São Paulo, que além do IF, deu origem a outras instituições, como o Instituto Geológico. 
A área onde está o PEAL, também conhecido como Horto, era o antigo Engenho Pedra Branca, que foi desapropriado em 1896 para a instalação de um horto botânico. Um dos destaques do circuito será a visita ao Museu Florestal Octávio Vecchi e uma exposição de fotos antigas, que possibilitará ao público comparar como o Parque era antigamente e como é hoje.
A Caminhada no Horto Florestal é uma iniciativa do Movimento Conservatio, com parceria do Museu Florestal e da Coordenadoria de Parques Urbanos da Secretaria do Meio Ambiente.

Horário: das 10h às 12h


A Paraná Ecoturismo vai desenvolver atividades no Parque Estadual do Marumbi, como visita em toda intermediaçãos do Parque, conhecendo a infrainstrutura, história, Cachoeira dos marumbinistas, contorno ao morro Rochedinho com 625 metros e parada nas piscinas naturais para banho de águas naturais. Haverá também atividades para crianças. Para esta ação, a empresa está com valores promocionais, para incentivar o turismo.

Informaçõs e reservas:
(41) 3462-4121 / (41) 99625-2186
E-mail: paranaecoturismo@gmail.com


O parque possui vários atrativos tanto na parte alta quanto na parte baixa da unidade. Na alta encontram-se atrativos naturais como o Pico das Agulhas Negras, Maciço das Prateleiras, Vale do Aiuruóca e a Pedra do Altar. Já na baixa, encontram-se o Lago Azul, Cachoeira Poranga, Piscina Natural do Maromba, Cachoeira Itaporani, Cachoeira Véu de Noiva e os Três Picos.

Local: Estrada do Parque Nacional, Km 8,5 – Itatiaia - RJ


Alguns dos principais atrativos turísticos do Parque Estadual do Cunhambebe são: Cachoeira Véu da Noiva, Travessia Sahy-Rubião/Rubião-Muriqui, Ribeirão das Lages, Ponte Bela.


A unidade de conservação oferece extrema beleza cênica, águas com pouca turbidez próprias ao mergulho de observação, mata atlântica insular, alta diversidade de ecossistemas. A alta diversidade de ambientes marinhos e terrestres existentes na Reserva abriga uma infinidade de espécies, sendo muitas delas raras e ameaçadas de extinção.


Dentro da Floresta Nacional de Ipanema existem percursos de caminhadas em trilhas naturais, sobretudo na Mata Atlântica, e de recreação na área de lazer, onde podem ser encontrados quiosques, playground.

Local: Os dois principais acessos à Flona são pelo Km 99-B da Rodovia Castello Branco (SP-280), passando a cidade de Sorocaba (entrada pela Portaria 1, ou pelo Km 112 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), antes da entrada de Araçoiaba da Serra.