quarta-feira, 15 de abril de 2015

NASA apresenta a primeira imagem colorida de Plutão


A New Horizons da NASA acaba de apresentar a primeira imagem colorida de Plutão e de sua maior lua, Charon (conhecida também como Caronte). É um brilho embaçada tirada a 114 mil km de distância, mas é um espetáculo para ser visto.

Plutão está a mais de 5,7 milhões de km de distância da Terra, menor do que a Lua, tem uma temperatura média da superfície de mais de 200ºC graus abaixo de zero. Possui 5 luas, Charon (Caronte), Nix, Hidra, Cérbero e Estige.

Por que Plutão agora é considerado um "planeta-anão" ?

Em 2005 foi descoberto um objeto maior do que Plutão, Éris, dividindo um espaço com outros já conhecidos numa região além de Netuno. Esses astros têm características das órbitas ao redor do Sol muito parecidas, sendo bem mais elípticas (alongadas) do que os demais planetas e bastante inclinadas em relação aos demais. Assim, em 2006, os Astrônomos, em mais uma reunião da União Astronômica Internacional (IAU, em inglês), na cidade de Praga, na República Checa, decidiram definir melhor o que é um planeta, que até então era definido como um objeto que girava ao redor de uma estrela, podia ter satélites e tinha massa suficiente para ser esférico. 

Plutão, que foi descoberto em 1930, por um norte-americano – Clyde Tombaugh –, também era considerado um planeta até este momento, mas as novas descobertas sugeriam que deveriam existir vários objetos semelhantes a Plutão além de Netuno. Para que não houvesse uma enxurrada de novos planetas, eles preferiram, em uma votação, criar uma nova categoria de objetos do Sistema Solar: os planetas-anões. 

Além das características mencionadas acima, um planeta deve ter limpado a sua órbita, não dividindo-a com outros objetos além de seus satélites. Plutão, Éris, Makemake e Haumea, além do ex-asteroide Ceres, não estão sozinhos, dividindo a região com outros astros. Assim, eles são classificados como planetas-anões. O nome é um pouco infeliz porque dá a ideia de que é um planeta. Mas é uma nova categoria de objeto. O Sistema Solar é composto atualmente de oito planetas, dezenas de satélites, milhares de asteroides, cinco planetas-anões e milhões de cometas.

por Adriano Reis
Biólogo, astrônomo amador e administrador do site