As 10 caras mais engraçadas que os bichos fazem - Aventuras no Conhecimento

Últimas

segunda-feira, 13 de abril de 2015

As 10 caras mais engraçadas que os bichos fazem

De nada adianta o talento para a fotografia se o profissional não está no lugar certo e no momento certo. Estes aqui estavam e registraram algumas das expressões faciais mais inusitadas em animais.

‘Enchendo a cara de nozes’


As tâmias (Tamias spp.) são os membros menos numerosos da família dos esquilos, mas são cheios de vida. Algumas até viraram estrelas do cinema, com na série Alvin e os Esquilos.
Das 25 espécies de tâmias conhecidas no mundo, 24 são encontradas na América do Norte.
O animal fotografado aqui era um velho conhecido da fotógrafa Barb D’Arpino. “Toda vez que eu a via, não conseguia parar de sorrir e registrar o seu comportamento”, conta ela.

‘O Grito’


A garça tricolor (Egretta tricolor), também conhecida como garça da Louisiana, é uma ave americana de médio porte que gosta de viver em pântanos e mangues.
Tanto quando voam quanto em repouso, elas seguram o pescoço em uma curva em forma de “S”.
É óbvio porque Brannon compara sua imagem com o quadro O Grito, de Edvard Munch. Ele ainda se espanta quando olha para o registro: “Até hoje não sei quem levou o maior susto, se fui eu ou a garça”, relata.

‘Posando para a câmera’


Conhecido pelo nome científico de Macaca nigra, estes animais são macacos encontrados apenas em algumas ilhas da Indonésia e estão em estado crítico de risco de extinção.
Os machos mostram sua agressividade encarando os outros com a boca aberta, sorrindo ou bocejando. Demonstram submissão beijando os outros na boca ou fazendo caretas.
Hadfield acredita que o macaco da foto “literalmente sorriu para a câmera... Pareceu uma resposta inacreditavelmente humana”.

‘Alce sacudido’


Os alces (Alces alces) são a maior espécie de cervos do planeta, chegando a medir 2 metros ou mais de altura até os ombros.
Eles vivem nas regiões mais frias do planeta.
Kleven teve a sorte de capturar esta fêmea em pleno movimento, na Suécia.

‘Because I’m happy...’


A rã de olhos vermelhos (Agalychnis callidryas) é um dos moradores mais coloridos e estranhos da América Central, tendo sido batizada dessa maneira por causa de seus olhos protuberantes.
Quando se sente ameaçado, esse anfíbio típico das florestas tropicais “acende” seus olhos vermelhos, seus pés alaranjados e suas laterais azuis, na esperança de assustar predadores e ganhar segundos preciosos para sua fuga.
Esta rã parece estar sorrindo para a lente da italiana Marinoni, que tirou esta foto no Oasi di Sant’Alessio, em Pavia, na Itália.

‘Hora da soneca’


Os orangotangos (Pongo spp.) são os únicos grandes primatas da Ásia, com uma espécie encontrada em Bornéu e outra em Sumatra. Esses “habitantes da floresta”, como seus nomes querem dizer, são notadamente inteligentes.
Algumas populações usam pedaços de pau para procurar cupins para comer, e essa técnica é ensinada de geração para geração.
Os machos são maiores do que as fêmeas e também se distinguem pelas enormes bochechas e uma protuberância no pescoço.

‘Língua enrolada’


Não é novidade que a girafa (Giraffa camelopardalis) é o animal terrestre mais alto e é típico da África, mas poucas pessoas sabem que elas têm uma língua habilidosa que chega a medir meio metro de comprimento.
Quando temos a impressão de que a girafa está nos mostrando a língua, é mais provável que ela esteja prestes a enrolá-la em volta de folhas.
“O que eu adoro nas girafas é que a cada novo clique elas fazem uma cara diferente”, diz Franks.

‘Careta’


Os veados vermelhos (Cervus elaphus) são habitantes comuns na Europa, na Ásia e no Norte da África. Eles são ruminantes que se alimentam de pasto e de pequenos arbustos.
Apenas os machos possuem chifres impressionantes como este aqui, que começam a crescer na primavera e caem no inverno.
Este veado vermelho, capturado por Nesse em Namsskogan, na Noruega, poderia muito bem estar apenas comendo, mas a fotógrafa acredita que ele estava tentando assustá-la.

‘Alpaca de ressaca’


A alpaca (Vicugna pacos) é um parente do camelo que foi domesticado há milhares de anos na América do Sul.
Ela é famosa por “cuspir” saliva e ácido estomacal em outras alpacas para expressar seu descontentamento ou recusar um avanço amoroso. Mas não é algo comum.
“Quando tirei esta foto, foi difícil segurar o riso. Ela me lembra a sensação de uma bela ressaca, quando a última coisa em que você pensa é na sua aparência”, afirma Sarauer.

‘Olhar cintilante’


Não se engane com este olhar “vesgo” capturado em um incrível close de uma coruja: trata-se de uma das aves de rapina mais eficientes do planeta.
A coruja é frequentemente tida como um símbolo de sabedoria e mistério, apesar deste retrato feito por Haydn Bartlett de uma coruja-das-neves (Bubo scandiacus).

Fonte: BBC