terça-feira, 9 de junho de 2015

Computador soluciona mistério da biologia que durava mais de 100 anos


Um mistério envolvendo as planárias, essas pequenas criaturas de corpo achatado, intriga cientistas há mais de cem anos: qual mecanismo genético permite que seus corpos se regenerem indefinidamente, mesmo quando fatiados múltiplas vezes, dando origem a novos organismos? Agora, esse segredo foi finalmente revelado, mas não por cientistas, e sim por um programa de computador. 

Michael Levin e Daniel Lobo, dois especialistas em ciência da computação e biologia da Universidade Tufts, nos Estados Unidos,  desenvolveram um software capaz de simular diversas combinações de genes das planárias e depois compará-las a resultados obtidos por experimentos no laboratório.

"Nós escolhemos esse problema porque ele é incrivelmente interessante", diz Levin. "Essas criaturas são basicamente imortais, você pode cortá-las e elas formam novos organismos."

A técnica de "força bruta" testou milhões de combinações até chegar àquela cujo resultado batia perfeitamente com o das experiências reais. Todo o processo de análise do software levou três dias seguidos. Ao final, os cientistas obtiveram um mapa genético completo para o misterioso processo de regeneração das planárias.

Levin e Lobo publicaram suas conclusões na Public Library Of Science. O estudo pode dar origem a avanços em diversas áreas, como da medicina regenerativa. Além disso, a participação do software na pesquisa demonstra a capacidade das máquinas de não apenas servir de base para conclusões, e sim oferecer teorias completas para explicar fenômenos naturais. 

Fonte: INFO