9 tecnologias de Star Wars que gostaríamos que existissem - Aventuras no Conhecimento

Últimas

quinta-feira, 14 de maio de 2015

9 tecnologias de Star Wars que gostaríamos que existissem

May the 4th Be With You

A franquia Star Wars voltou a ser o centro das atenções no mundo do cinema e, porque não, da ciência e da tecnologia. Trailers do sétimo filme da série, o Despertar da Força, já foram lançados e a estreia do longa está prevista para o dia 17 de dezembro deste ano.

Veja  9 tecnologias da saga que nós gostaríamos que já existissem ou que já existem no formato de protótipos. 

Sabre de luz


O sabre de luz é a invenção mais desejada da saga Star Wars. Ok, nenhuma pessoa normal precisaria, realmente, de uma arma que corta pessoas com feixes de luz.
Porém, pesquisadores da Universidade do Texas em Austin descobriram uma nova maneira de usar a tecnologia idealizada na série.
Eles estão criando uma ferramenta de corte a laser que poderá substituir bisturis em operações médicas do futuro. O aparelho, que foi comparado à arma preferida de Luke Skywalker, fará muitos padawans pensarem na carreira médica. 


Hologramas


Os hologramas foram utilizados para a comunicação entre vários personagens da série. Quem não se lembra da frase “Ajude-me Obi-Wan Kenobi, você é minha única esperança”, dita pelo holograma da princesa Leia em “Star Wars Episódio IV, Uma Nova Esperança”.
Pesquisadores do MIT prometeram algo parecido. Joi Ito, cientista do instituto, especulou a criação de hologramas transportados com a ajuda da internet e projetados por um dispositivo parecido com o robô R2-D2. Verdade ou não, queremos o produto nas lojas hoje!

Membros mecânicos


Quando Luke Skywalker perdeu a mão no final de “O Império Contra-Ataca”, os fãs pensaram que esse seria o fim da batalha. Porém, ele recebeu o membro mecânico em menos de 10 minutos e, incrivelmente, não perdeu a velocidade e a força da mão.
Outro beneficiado pela tecnologia foi Darth Vader, que era mais máquina do que humano. Não seria incrível devolver a mobilidade para deficientes físicos sem perder nenhuma força ou agilidade?

Carros voadores


A melhor maneira de viajar pelo universo de Star Wars é com o aerodeslizador, um veículo que utiliza de tecnologia anti-gravidade para se locomover. São tantos que aparecem nos filmes, que fica até difícil saber os nomes de todos os modelos.

Um tipo parecido de tecnologia já está sendo produzida na Ásia para diminuir o tempo de viagens. Um deles é o mag-lev do Japão e outro é a maior linha de trem de alta velocidade na China. 
Esses protótipos de trens asiáticos levitam devido a instalação de barras magnéticas embaixo de suas estruturas. Assim, eles não são anti-gravitacionais, porém chamam atenção.

Carbonite


Imagine congelar pessoas para que elas possam viver em outras gerações. Foi isso que aconteceu com Han Solo, o homem que foi transformado em escultura de carbono por Darth Vader.
Outra opção de utilização do material seria o congelamento de alimentos a partir do material. Toda a comida desperdiçada pelo mundo poderia ser congelada e enviada para áreas remotas, onde a falta de alimentos mata milhares de crianças. Sonhar não custa nada!

Midi-chlorian


Desde o primeiro filme da série, os fãs descobriram que a Força possui um embasamento científico (por mais absurdo que seja). Os midi-clhlorians são os organismos microscópicos essenciais para a construção do campo de energia da Força.
Quanto maior for a quantidade de midi-clhlorians, maior será seu poder. Não seria incrível ter uma energia capaz de controlar movimentos e objetos apenas com o poder da mente? Você estaria de qual lado da Força? 

Androides


Quem não gostaria de ter um C-3PO ou um R2-D2 em casa? Eles salvaram muitos seres humanos e galáxias nos filmes de Star Wars. O R2 seria extremamente útil para a polícia, pois consegue acessar quase qualquer computador.
Já o C-3PO seria um incrível professor e contador de histórias, pois o androide fala mais de 6 milhões de línguas. Tudo bem que eles poderiam se revoltar contra a humanidade.
Porém, é melhor não falar sobre o uso negativo de tecnologias, pois a discussão levaria o dia inteiro. 

Viagens espaciais na velocidade da luz


Uma missão tripulada a Marte leva cerca de sete meses apenas para chegar ao planeta vermelho. Se o homem pudesse fazer a mesma viagem em alguns minutos, a descoberta de novos planetas, tecnologias e espécies seria mais rápida.
Claro que estamos longe de produzir naves que circulam pelo espaço livremente e na velocidade de luz (ou acima dela). Porém, não é uma ideia ruim, certo?

Condensadores (Vaporators em inglês)


Viver em um deserto não é exatamente a melhor experiência que alguém pode ter. Porém, não seria tão ruim se você tivesse um vaporator. Utilizado pela família de Luke Skywalker, o condensador colhia o excesso de umidade do ar para o uso em plantações e in natura.
Um pesquisador da Universidade Swinburne de Tecnologia, em Melbourne, criou um protótipo que possui uma tecnologia parecida com a do vaporator. A ferramenta reduz a temperatura do ar, recolhe a condensação e a transforma em água. 

No Brasil, o condensador de água existe desde 2010. O engenheiro Pedro Ricardo Paulino criou um tipo de vaporator que suga o ar para dentro de seu sistema, condensa as moléculas de água para transformá-las em líquido. Além disso, a máquina adiciona sais minerais na água e a purifica.

Fonte: Exame