quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Mick Jagger inspira nome de criatura do pântano descoberta no Egito

Pesquisadores colocam o nome de Jagger em criatura que viveu há 19 milhões de anos
Pesquisadores colocam o nome de Jagger em criatura que viveu há 19 milhões de anos

A comediante norte-americana Joan Rivers, falecida recentemente, disse uma vez os lábios de Mick Jagger eram tão grandes que ele poderia beijar um alce. Os lábios do vocalista dos Rolling Stones que já foram motivo de piadas e suspiros também inspiraram o nome de uma antiga criatura do pântano, que provavelmente tinha uma boca enorme. Pesquisadores chamaram a criatura Jaggermeryx naida, que significa "ninfa da água de Jagger".

Vistas superior e lateral do osso da mandíbula da criatura do pântano

Os cientistas desenterraram os fósseis no deserto Wadi Moghra, no Egito, onde, segundo registros geológicos, havia um delta tropical cheio de pântanos há milhões de anos.
Os fósseis da mandíbula da criatura sugerem que, quando ele estava vivo --cerca de 19 milhões de anos atrás-- , possuía um tamanho semelhante ao de cervos e, provavelmente, uma aparência que lembraria o cruzamento entre um pequeno hipopótamo e um porco de pernas longas. O Jaggermeryx tinha uma série de orifícios ao longo do osso maxilar, pelos quais passariam terminações nervosas para o queixo e passando pelos lábios, o que teria dado ao animal um conjunto de lábios superdimensionados e sensíveis, segundo os pesquisadores.

"O animal tinha provavelmente um focinho muito enervado com lábios móveis e táteis, daí, portanto, a referência a Jagger", diz em comunicado Gregg Gunnell, paleontólogo da Universidade de Duke e coautor do estudo que descreve a criatura.

Fósseis da mandíbula sugerem que o Jaggermeryx tinha o tamanho de um alce

Traços de vários isótopos (átomos do mesmo elemento com diferentes números de nêutrons) nos ossos sugerem que a criatura era provavelmente um herbívoro. Os pesquisadores acreditam que o focinho sensível do animal o ajudava a farejar alimentos em terrenos pantanosos.

Ellen Miller, coautora do estudo e professora associada de antropologia especializada em paleoantropologia da Wake Forest University, na Carolina do Norte (EUA), afirmou ser fã dos Rolling Stones.

Jaggermeryx pertence a um grupo extinto de pequenos animais chamados Anthracotheres e é uma das seis espécies desse grupo descoberta no deserto Wadi Moghra.

Fonte: UOL