Google+

sábado, 16 de setembro de 2017

Astrônomos descobriram um planeta quase totalmente escuro


Astrônomos da Universidade McGill, no Canadá e da Universidade de Exeter, no Reino Unido descobriram um exoplaneta, chamado WASP-12b, com uma característica bem peculiar, ele não reflete quase nenhuma luz, fazendo com que pareça essencialmente preto.

Os pesquisadores constataram que WASP-12b aborve 94% de toda luz que incide sobre ele. Os astrônomos descobriram que o planeta tem um albedo de 0,0064 ("albedo" é o poder de reflexão de uma superfície), para comparação, o albedo da Terra é de cerca de 0,39 ou 39%, já o da Lua é de 0,12. Para se ter uma ideia, este exoplaneta é duas vezes menos reflexivo do que a nossa Lua e reflete menos luz do que o asfalto.


O WASP-12b orbita a estrela WASP-12A, que está há cerca de 1400 anos-luz de distância, e desde sua descoberta em 2008 tornou-se um dos exoplanetas mais bem estudados. Com um raio quase o dobro do de Júpiter, o WASP-12b é categorizado como um Júpiter mais quente. Por estar tão perto da estrela principal, a atração gravitacional da estrela esticou o WASP-12b em uma forma de ovo e aumentou a temperatura da superfície do lado da luz do dia para 2.600 graus Celsius.

O lado da luz do dia do WASP-12b é tão quente que as nuvens não podem formar e os metais alcalinos são ionizados. É quente o suficiente para separar as moléculas de hidrogênio em hidrogênio atômico, o que faz com que a atmosfera atue mais como a atmosfera de uma estrela de baixa massa do que como uma atmosfera planetária. Isso leva ao baixo albedo do exoplaneta.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...