Google+

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Cientistas descobrem tábua babilônica com cálculos avançadíssimos


Uma placa babilônica de argila de 3.700 anos descoberta no início do século XX, ao sul do Iraque atual, contém a mais antiga tábua trigonométrica já conhecida.

A tábua foi descoberta pelo arqueólogo Edgar Banks (aquele mesmo que inspirou Indiana Jones) e só agora os cientistas conseguiram decifrar este objeto que a tanto tempo tem intrigado os cientistas.

Agora, o Matemático Norman Wildberger, professor da Universidade de New South Wales, na Austrália, publicou no periódico Historia Mathematica suas incríveis descobertas
As inscrições na tábua apresentam avançadíssimos cálculos possivelmente usados na construção de templos, palácios e canais, a placa foi cunhada cerca de 1.000 anos antes que o matemático grego Pitágoras ficasse conhecido pelo teorema da trigonometria que afirma que o quadrado da hipotenusa é igual à soma do quadrado dos catetos – a tábua traz não apenas a mesma conta, mas também uma série de outras fórmulas que os cientistas afirmam ser até mais precisas que as atuais.

Hiparco, um astrônomo grego que viveu no século II a.C., é considerado o pai da trigonometria (área da matemática que estuda relações entre os comprimentos dos lados e os ângulos dos triângulos), mas a placa de 13 centímetros de largura por 9 centímetros de altura, conhecida como Plimpton 322, revela que bem antes dele os babilônios haviam desenvolvido tabelas trigonométricas muito sofisticadas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...