Google+

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Pesquisadores afirmam ter encontrado ancestral mais antigo do ser humano


Pesquisadores afirmam ter descoberto na China o ancestral mais antigo dos humanos, que viveu há 540 milhões de anos e cujos fósseis ainda estão preservados.

O animal microscópico, chamado Saccorhytus, pertence a uma categoria animal conhecida como deuterostômios, são ancestrais comuns de várias espécies, incluindo os animais vertebrados.
Segundo o estudo, publicado na revista Nature, o animal representa a fase mais primitiva da evolução que levou aos peixes e, eventualmente, aos humanos.

Os fósseis encontrados na província chinesa de Shaanxi são de um animal de cerca de um milímetro de tamanho, com uma boca grande em relação ao resto do corpo, possuía uma camada fina de pele, relativamente flexível e tinha músculos, o que levou os cientistas a concluírem que ele se movimentava ao contraí-los. Os cientistas não encontraram indícios de que o Saccorhytus tinha ânus, o que sugere que o consumo de comida e as excreções eram feitos pelo mesmo orifício.

Até a descoberta recente, os grupos de deuterostômios já conhecidos eram de 510 a 520 milhões de anos atrás. Eles já haviam se diversificado e transformado em vertebrados - um grupo a que nós e nossos ancestrais pertencemos, e animais como estrelas e ouriços do mar.
Os deuterostômios são muito diferentes entre si, o que dificulta a identificação, pelos cientistas, de como seria a aparência de um ancestral da espécie.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...