Google+

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Todos os animais têm umbigo?

Canguru e seu filhote: cadê o umbigo?
Canguru e seu filhote: cadê o umbigo?

Você examinou seu cachorro, olhou direito a barriga do gato, mas não consegue achar nada que se assemelhe ao umbigo? Pois tenha certeza que está lá, por mais discreto que seja. Vários animais contam com esse resquício do cordão umbilical, além do homem.

Mas não se trata de algo próprio de todos os mamíferos. "Apenas os placentados têm umbigo. Os monotremados, como o equidna e o ornitorrinco, põem ovos; e os marsupiais, como os cangurus e os gambás, não têm placenta", explica Francisco Blazquez, professor titular de anatomia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP (Universidade de São Paulo).

Animais que nascem de ovos não têm umbigo, pois não há cordão umbilical unindo o feto à placenta, como explica o professor. "O saco vitelino, que se comunica com o abdome do embrião, no ovo, é totalmente reabsorvido após a eclosão, não deixando vestígios."

O curioso é que, apesar de os humanos contarem com tesoura esterilizada para cortar o cordão umbilical e limparem com cuidado o coto do bebê, a cicatriz que fica é bem visível. Ao contrário do que acontece com os outros animais, cujo procedimento é mais, digamos, selvagem: "O cordão é cortado pelos dentes ou se rompe quando a mãe lambe o recém-nascido para remover as membranas fetais do corpo do filhote", diz o veterinário.

Fonte de nutrientes

Quem já acompanhou um parto de cachorro viu a cena, não muito agradável para humanos: as fêmeas comem as membranas fetais depois que os filhotes nascem, pois são fonte de nutrientes. O professor também comenta que o comportamento evita que predadores apareçam, atraídos pelo cheiro.

Um dos motivos que explica a diferença acentuada entre o umbigo de humanos e de outros mamíferos placentários é que os primeiros têm uma camada de gordura subcutânea mais espessa que a dos outros animais. Assim, a pele se eleva e naturalmente salienta a cicatriz.

Outra razão, segundo Blazquez, é que os tecidos da cicatriz abdominal são melhor e mais rapidamente absorvidos nos outros animais. Assim, com o tempo, ela desaparece. Sem contar que a pelagem deles é mais grossa e ajuda a esconder a marca. Para nós, porém, a cicatriz pode ganhar um caráter sensual, vejam só. Não fosse isso, os jeans de cintura baixa não teriam muita graça.

Fonte: UOL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...