Google+

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Astrônomo afirma que vida na Terra pode terminar em 1,3 milhão de anos

chuva de cometas
A aproximação de duas estrelas anãs ao Sistema Solar pode criar uma chuva de cometas que seria fatal para o planeta.

Um astronômo do instituto de astronomia Max Planck, na Alemanha, afirmou que duas estrelas anãs estão se aproximando do Sistema Solar, atraíndo milhões de meteoros que poderiam acabar com a vida na Terra. Mas isso deve levar alguns milhões de anos.
O astrofísico Coryn Bailer-Jones analisou a orbita de cerca de 50 mil estrelas próximas ao Sistema Solar e descobriu que duas delas devem chegar próximas da Terra.

De acordo com o estudo, a possibilidade das estrelas anãs entrarem nas proximidades do sistema solar pode perturbar os trilhões de cometas que orbitam na chamada Nuvem de Oort, que fica na fronteira de nosso sistema de planetas. 
Os corpos celestes seriam atraídos para dentro do Sistema Solar e vários deles poderiam atingir o Planeta Terra. 

As duas estrelas que possuem 90% de probabilidade de se aproximar do Sistema Solar são a Hip 85605 e a GL 710. Mas isso deve demorar 1,3 milhão de anos para acontecer.

A Terra pode ser afetada de três formas: a primeira, é mais óbvia, é a possibilidade de um dos cometas atingir o planeta e acabe com a vida por aqui.
Se isso não acontecer, outra hipótese que a gravidade atraia os cometas para dentro do Sistema Solar. Isso afetaria a atmosfera da Terra, devido a poderosa radiação ultravioleta que os cometas emitem.

Além disso, um pequeno número dessas estrelas pode explodir, como uma supernova, enquanto elas estiverem passando pela Nuvem de Oort. O efeito essas explosões poderia causar uma nova era glacial na Terra.

Fonte: INFO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...