Google+

terça-feira, 3 de junho de 2014

Após relatos de astronautas, pesquisadores enviarão satélite para monitorar Triângulo das Bermudas


Uma equipe de pesquisadores do Instituto Nacional de Astrofísica de Bolonha, na Itália, trabalha em um projeto com o objetivo de comprovar a hipótese de que a causa da anomalia conhecida como o Triângulo das Bermudas está no espaço sideral. Segundo o diretor do projeto, Riccardo Campana, um satélite será enviado ao local para monitorar e medir com regularidade a região misteriosa do oceano, conhecida academicamente como “Anomalia do Atlântico Sul”.

O Triângulo das Bermudas tem suas vértices nas Ilhas de Bermudas, Porto Rico e na Flórida, e é mundialmente famoso por ser uma zona anômala. O que a maioria das pessoas não sabe é que os fenômenos anormais se estendem a regiões localizadas a centenas de quilômetros da superfície terrestre. São inúmeros os relatos feitos por astronautas e cosmonautas que afirmam ter visto clarões enquanto sobrevoavam a área no exato momento em que os instrumentos eletrônicos de voo passaram a não funcionar corretamente.


Medições anteriores de satélite foram capazes de mostrar que o cinturão de Van Allen (região interior de radiação da Terra onde as partículas carregadas estão concentradas) encontra-se a uma distância mais curta do planeta exatamente sobre a região do Triângulo das Bermudas. Os cientistas especulam que a variação do cinturão sobre essa zona poderia causar a anomalia e os consequentes mistérios ocorridos no local, como o desaparecimento de navios e aviões e a aparição de diversos navios fantasmas.
Além disso, o satélite dos pesquisadores italianos tentará confirmar os dados obtidos a partir de pesquisas anteriores, segundo as quais a zona de anomalia estaria se movendo para o Golfo do México.

Fonte: History
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...