Google+

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Artefatos da Roma Antiga são encontrados em tumba milenar no Japão

Descoberta levanta uma série de questões e põe em cheque o quanto sabemos sobre o Império Romano

Editora Globo
Essa rosquinha pode ser o símbolo da nossa ignorância em relação aos feitos do Império Romano

A força do Império Romano talvez tenha sido subestimada. Pesquisadores encontraram artesanato típico da Roma Antiga enterrado em um túmulo no Japão. Pode ser que estejamos diante de um daqueles raros momentos em que os livros de História têm de ser revistos.
A descoberta foi feita no túmúlo de Utsukushi, localizado na cidade Nagaoka, perto de Kyoto. O local foi construído no século V e abrigava três esferas de vidro, datadas de algum momento entre o século I e IV D.C. De cor amarelo clara, as peças tem cinco milímetros de diâmetro e contém fragmentos de ouro.
Uma das substâncias encontradas nas esferas foi o indício que os cientistas precisavam para definir a procedência do achado. O natrão, mineral composto por carbonato de sódio hidratado, era utilizado pelos artesãos romanos para derreter o vidro.
Com um orifício no centro, os artefatos foram confeccionados com uma técnica considerada bastante avançada para a época. Camadas de vidro eram intercaladas com folhas de ouro, resultando nesse aspecto amarelado que você na foto.
O Império Romano durou cerca de 500 anos, no período que vai de 27 A.C a 476 D.C, sendo precedido por outros 500 anos de República Romana. Historiadores sempre acreditaram que a área de domínio romano foi concentrada no Mar Mediterrâneo, avançando por um território que, hoje em dia, ficaria entre Portugal e Egito. Como os objetos foram parar lá é um mistério: a distância que separa Roma e a tumba japonesa é de cerca de 10 mil quilômetros.

Fonte: Galileu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...